Fale Conosco
Página Inicial
Galeria de Fotos
História da Cidade
Cronologia
Localização e Hidrografia
 
 
Por: João Valmir Guimarães
e Poliana Guimarães
Leobino Guimarães, filho de Manoel Guimarães e Senhorinha dos Santos Lima. Nasceu na Fazenda Cachoeirinha, Distrito de Malhada de Pedras, Município de Brumado, Estado da Bahia, aos 07 (sete) dias do mês de janeiro de 1916. Ficou órfão de mãe aos dois meses de idade e por isso foi criado pelos seus avós maternos Manoel Pedro Lima e Felicíssima dos Santos Lima, na Fazenda Campo Largo, Distrito de Rio do Antonio, Município de Caculé, Estado da Bahia. Naquela época era muito difícil para estudar, mas, por ele demonstrar muita vontade de aprender a ler, estudou em escola particular, contratada pelos seus avós e concluiu o primário, no mesmo Distrito de Rio do Antonio.

Quando solteiro, viajou para o Estado de São Paulo, a procura de serviços, onde permaneceu por três anos consecutivos. De retorno a sua terra natal, no ano de 1938, abriu um “comércio de secos e molhados” no Povoado de Guajeru, Município de Condeúba, (hoje cidade vizinha a Malhada de Pedras) onde negociou durante um ano.No ano de 1939, retornou-se ao Povoado de Malhada de Pedras, onde também negociou durante um ano.

No tempo de solteiro, diariamente usava traje social e não saía de casa, sem o paletó, usava lenço no pescoço e somente após o casamento deixou de usar o lenço, mas, continuou trajando socialmente, até a década de 1970.

No dia 20 de dezembro de 1939, casou-se com Maria Fernandes Guimarães, filha de José Manoel da Rocha e Maria Fernandes da Rocha, nascida em 26 de junho de 1923, residente na Fazenda Lagoa do Rosário do mesmo Distrito de Malhada de Pedras, com quem teve treze filhos, sendo nove homens e quatro mulheres: Santa, Armindo, José (in memorium), Helena, Sebastião, João Valmir, Ademar, Terezinha (in memorium), Edson, Zélio, Gileno, Antonio Givaldo e Luciene.

Dos filhos e Netos, até o presente, apenas 06 se interessaram pela política, sendo: Armindo Guimarães – vereador em Malhada de Pedras e prefeito no município de Rio do Antonio; João Valmir – prefeito deste município de Malhada de Pedras; José Fernandes Guimarães, vereador deste município, por 06 mandatos consecutivos; Ademar Guimarães, Vereador por 02 mandatos consecutivos e os netos: Humberto Célio (Celinho), prefeito atual no município de Rio do Antonio e Maria de Lourdes (Lurdinha de Zé de Liobino), vereadora por dois mandatos em pleno exercício.

Em 1946, já residindo na Fazenda Cubículo do mesmo distrito de Malhada de Pedras, abriu “um comércio de secos e molhados” fornecendo as comunidades vizinhas e circunvizinhas, onde negociou até o ano de 1959, quando se mudou para Malhada de Pedras, ainda na qualidade de Povoado de Brumado continuou negociando com uma loja de tecidos, que comprou do amigo e Compadre Gerson Azevedo, inclusive a casa residencial onde convive até o presente.

Durante sua trajetória de trabalho, desde solteiro, prestava serviço gratuito à comunidade como assistente social exclusivo, aplicando injeções, fazendo curativos e em vias das circunstancias da época, só após o casamento, passou a fazer parto e era o único homem na região a fazer este tipo de trabalho e por isso era chamado com freqüência principalmente nos casos mais difíceis, onde as parteiras da época não conseguiam realizar.

Naquela época, ainda residente na Fazenda Cubículo e por existir somente um médico na cidade de Brumado, Dr. Mário, que tinha como transporte “o cavalo”, prevenia-se com os poucos tipos de medicamentos existentes e mais indicados da época, como por exemplo: penicilina de 400 u; estreptomicina; injeção de pulmol para gripe; soro antiofídico para os ofendidos por cobras venenosas; injeção anti-hemorrágicas e injeções (de força) para partos, medicação para curativo em geral  e conduzia sempre consigo estojos de vidros de 5ml e 20ml, esterilizados a base de fogo, produzido por álcool.

Durante toda esta trajetória, não registrou quantas, mas, se sente feliz em ter ajudado muitas parturientes a dar luz e trouxe centenas de crianças ao mundo.

Em 1952, apesar do pouco estudo, usando de sua inteligência iluminada por Deus e por não existir na região Cirurgião Dentista, começou a trabalhar como Dentista Prático e Prótese Dentária, aprendendo a atividade com o Cirurgião Dentista Dr. Raul, em menos de 60 dias, de quem comprou o Gabinete Dentário e prestou serviços até o ano de 1982. Atendeu milhares de pessoas e confeccionou milhares de dentaduras, pontes móveis e fixas, coroação de dentes que era muito procurado na época e em menor proporção o rouche e restauração dentária. Na década entre 1960 a 1970 foi perseguido pelo prefeito Catarino dos Santos Pereira, por motivo meramente politiqueiro e desumano, impedindo de exercer a atividade de dentista e prótese dentária, mas, diante dos apelos da população, para que ele continuasse a sua arte, pois não tinha dentista nesta região, também porque exercia mais por amor, onde atendia com ou sem dinheiro o seu povo, resolveu apelar a Secretaria de Saúde Pública do Estado da Bahia, através do Deputado Estadual e seu amigo Clério Correia, onde conseguiu, autorização escrita para dar continuidade aos seus trabalhos, que exerceu com muita capacidade até o ano de 1982.

No ano de 1958, em 03 de outubro, foi candidato e eleito vereador com 260 votos, por este Povoado de Malhada de Pedras, 3º Distrito de Ubiraçaba, Município de Brumado, (O nosso Povoado existia somente 389 eleitores) e o Partido era a “União Cívica de Brumado”, indicado pelo correligionário político, saudoso Gerson dos Santos Azevedo, tendo como prefeito eleito, o Sr. Manoel Fernandes, também falecido. Nesta eleição (1958), votaram no Município de Brumado, 4.388 eleitores, inclusive, os Municípios desmembrados, Aracatu e Malhada de Pedras. Como Vereador, fez várias indicações, inclusive, para Emancipação Política e Energia Elétrica para o Distrito de Malhada de Pedras, o qual recebeu elogios de uns colegas pela iniciativa e críticas de outros, por achar que ambas as indicações eram praticamente impossíveis, pois, se quer Malhada de Pedras era Distrito.

No ano de 1962, Malhada de Pedras, ainda Povoado, foi iluminada através de um grupo gerador, instalada com 48 postes de iluminação, que funcionava até as 10 horas da noite e nos dias festivos, funcionava durante toda a noite e desta forma prosseguiu até 1977.

No mesmo ano de 1962, no dia 12 de julho, através da Lei Estadual Nº 1.710, projeto de autoria do saudoso Deputado Estadual Oldack Neves (do Município de Brumado) Malhada de Pedras foi emancipada (dando um salto de Povoado a Município).

Convidado por amigos e correligionários, candidatou-se a prefeito, já pelo Município de Malhada de Pedras, pelo Partido Republicano – PR, perdendo para o seu concorrente Catarino dos Santos Pereira, por apenas 03 votos, tendo como votantes apenas 508 eleitores.

Em 1972, candidatou-se novamente a prefeito, pela Aliança Renovadora Nacional ARENA e derrotou o seu concorrente ex-prefeito Washington Cardoso dos Santos, com o sufrágio de 308 votos de frente, não existia Vice-Prefeito e a Câmara Municipal era composta dos seguintes Vereadores: João Gonçalves de Aguiar, Manoel Silveira Meira, Martiniano José da Rocha, Daniel Fernandes da Rocha, Alvino Martins Ribeiro, Daniel José da Silva, Agenor Ferreira Filho e Manoel dos Santos Coqueiro. Enfrentando no seu último ano de mandato (1976) uma das piores secas existentes até agora na região e no município de Malhada de Pedras, mas, graças aos seus esforços, a sua coragem e dedicação de enfrentar semanalmente o ônibus de ida e volta a Capital de Salvador, compadecido da situação crítica e preocupante do seu povo, onde a maioria faltava água e o pão na mesa, conseguiu na época, diante do seu apelo junto aos Governos Estadual e Federal, via Derba, várias frentes de serviços no Município, aonde chegou a cadastrar para trabalhar 1224 pessoas, incluindo homens, mulheres, e, meninos a partir de 14 anos, tendo esses menores a finalidade exclusiva de complementar os valores da mesada familiar. O tempo se passou, a seca se foi e não faltou água e nem o pão na mesa dos nossos munícipes.

Outro fato também que merece o respeito dos malhadapedrenses, foi a criação em nosso Município, da Escola de 1º grau (Ginásio de 5ª a 8ª serie), através da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade-CENEC, onde, teve também muita dificuldade, pois na época, tudo tinha de fazer pessoalmente, (isto é, indo à Capital), pois não existia telefone e muito menos o fax, que se faz hoje via informática num piscar de olhos. Teve como 1ª Diretora, a Professora Thelma Dantas e por não existir na época professores suficientes e capacitados para o ensino neste Município, foram contratados professores da cidade de Brumado para lecionar, que eram conduzidos diariamente (ida e volta) nos turnos matutino e vespertino, mantendo, tanto na 1ª gestão de 1973/ 1976, como na 2ª gestão 1983/1988 um ensino exemplar e de boa qualidade, além de outras obras relatadas adiante.

Durante a gestão 1972/1976, juntamente com demais colegas da região, fez vários apelos ao Governo do Estado, para a implantação da tão sonhada energia elétrica em nosso Município, que felizmente se concretizou no ano de 1977.

Em 1982, voltou a enfrentar na qualidade de candidato a prefeito pelo Partido Democrático Social – PDS, dois concorrentes ao cargo (na época era permitido coligação que a soma dos dois poderia lhe derrotar), O amigo e hoje correligionário Idalino Coqueiro e Humberto Mafra, obtendo na apuração 1393 votos contra 515 (a soma dos dois), portanto uma vantagem esmagadora de 878 votos de frente. Teve como companheiro de chapa, o correligionário e amigo Vice-Prefeito Eloisio Ferreira Sobrinho, que fez parte da luta por dias melhores para o nosso município. A Câmara Municipal era composta dos Seguintes Vereadores: Anízio Ferreira Sobrinho, Arnóbio José Pires, José Fernandes Guimarães, Miguel Antonio Freitas, Antenor Martins Ribeiro, Hermínio Chaves Paca, Agnelo Monteiro Santana, João Gonçalves de Aguiar e Achrilles Alves dos Santos, que trabalhavam na mais perfeita ordem e união em prol do Município.

Desta vez, já não foi tão difícil, o governo ouviu novamente os seus apelos e conseguiu a instalação do telefone para a nossa cidade, também naquela época, uma obra de suma importância, foi a criação da Agência do BANEB em nossa cidade, inaugurada em 1993, pelo seu Presidente Mário Linhares Nou, no Governo João Durval Carneiro.

O tratamento à Saúde, apesar da época ainda não existir o avanço da medicina, atendeu exemplarmente, dando a assistência necessária neste sentido.

A cidade de Malhada de Pedras, não existia pavimentação e neste segundo mandato o Prefeito Leobino, investiu tudo o que era possível e até o impossível, calçando a paralelepípedos quase cem por cento das ruas e praças de toda nossa cidade, faltando apenas a Rua Bela Vista e uma pequena parte da Rua Geroncio Azevedo. Foram pavimentadas as seguintes ruas e praças: Praça Monsenhor Antonio Fagundes; Avenida Vieira de Melo, Praça Castro Alves (da Feira); Praça Francisco Gonçalves; Rua Aguinor dos Santos; Rua Manoel Monteiro; Travessa Presidente Médici; Rua Manoel Guimarães; Rua 15 de novembro; Rua Padre Ladislau Klener; Praça da Bandeira; Rua Costa e Silva; Rua Geroncio Azevedo; Rua Diógenes Santos e Travessa São Pedro.

Construiu: Escola Rui Barbosa na Rua Diógenes Santos, atual Escola Municipal Raios de Sol (onde funcionou por muito tempo o Colégio Estadual); Escola Jeferson Pereira dos Santos, na Rua Diógenes Santos, onde funciona atualmente a Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer; Prédios Escolares nas localidades de: Lagoa Comprida; Lagoa do Rosário; Impoeira; Lagoa do Morro; Lagoa do Tamburil; Periperi; Capinal; Sapé; Caatinga Grande; Poço Dantas; Campo Largo; Três Lagoas; Lagoa da Vereda; Tanque da Onça; Pedra Branca (de Manoel Meira); Cachoeirinha e manteve durantes os seis anos 1982/1986, creche infantil, garantindo a dezenas de crianças nos turnos matutino e vespertino, alimentação de boa qualidade, fardamento, atendimento médico, estudo de boa qualidade para os mesmos e o atendimento de funcionários exemplares, que liberavam as crianças às 17:00 horas após o banho e à alimentação devida a cada um.

Ainda na área de educação, durante os seus mandatos, fazia questão de comemorar todos os anos, as festividades cívicas de 07 de setembro, fornecendo os instrumentos necessários, inclusive o fardamento para a banda, que foi ampliando e chegou a obter um número significante (na época) de 36 componentes, que, atendendo convites, fizeram apresentações em Guajeru e em Brumado. Dando continuidade nos mandatos dos Prefeitos, Hermínio Chaves Paca e João Valmir Guimarães, até 1996. A partir de 1997 até o ano de 2008 jamais aconteceu os desfiles de comemoração, o qual só veio acontecer no mandato do Prefeito Valdecir Alves Bezerra “Ceará” no ano de 2009, que adquiriu novos equipamentos para a fanfarra.

Construção de uma área de lazer com Quadra Poliesportiva, Parque Infantil com várias modalidades de brinquedos e Salão Social (para festas); Torre Repetidora de Imagem de TV/Sede, Extensão de Rede Elétrica na cidade; Aquisição de caminhões para o município, que servia no transporte de trator esteira, transporte de água (pipa) para a zona rural, transporte de tijolos, pedra e areia para construção de casas, cedido em regime de cooperação (ajuda) à população e outros benefícios (um caminhão ainda existente na prefeitura), carro para Gabinete, carros para transporte de doentes e demais necessidades; construção de várias barragens de terra por todo o Município; perfuração e instalação de poços artesianos; o primeiro sistema de água encanada da cidade, com chafarizes públicos, abastecido de um poço artesiano; posteriormente, construiu uma barragem de cimento sobre o Rio do Antonio, para o abastecimento de água de melhor qualidade, passando a concessão a Empresa Baiana de Águas e Saneamento - Embasa; Construção de um Posto Médico na localidade Periperi; Ponte Euclides Dutra, na localidade Poço Dantas; Ponte no Riacho da Caveira; Ponte sobre o Rio do Antonio na localidade Cachoeirinha (demolida na gestão do prefeito, seu filho João Valmir Guimarães, 1992 a 1996 e reconstruída de concreto e cimento), construção de barragem de cimento também na localidade Cachoeirinha, para abastecimento de água da comunidade, além de outras obras e reformas, durante as duas gestões.

Um dos maiores trabalhos como Prefeito sempre foi em prol dos mais necessitados, assim como, a dedicação especial ao funcionalismo público, por isso, durante os seus dois mandatos, nunca deixou passar o dia 30 de cada mês, sem o devido pagamento e nas épocas festivas como, por exemplo: natal, carnaval e principalmente o tradicional São João eram pagos com antecedência, para que os mesmos pudessem usufruir com mais prazer e alegria as festividades, juntamente com a família.

Ainda como político, exerceu voluntariamente, os cargos de: Presidente do PR, ARENA, PDS e PFL, no Município de Malhada de Pedras, além dos cargos indicados através de nomeação de Juiz de Paz e Delegado de Polícia.

Leobino, ao chegar os seus 100 anos de idade, continua casado, vivendo em perfeita harmonia com sua esposa, conhecida carinhosamente por “Dona Marina”, que juntos comemoram 76 anos de um casamento exemplar. Não pode se falar que goza de uma saúde perfeita, mas, está muito bem, faz sua caminhada todos os dias e ainda está perfeitamente lúcido.

Sempre se preocupou com o estudo dos filhos e netos, entretanto, mesmo com as dificuldades encontradas, a família conta com várias profissões condignas, a exemplo de: Advogados, Administradores, Assistentes de Serviço Social, Contadores, Engenheiros Agrônomos, Engenheira de Produção, Farmacêuticas, Fisioterapeuta, Psicóloga, Professores (Biólogas, filósofos, Historiadores, letrada em Inglês, Pedagogos), Técnico em Meio Ambiente, Técnico em Eletromecânica, além de outros que fazem cursos universitários, para: medicina, odontologia, física, fonoaudiologia, arquitetura, matemática, geografia etc. etc.

Hoje, sente-se feliz e orgulhoso em sentar ao redor da esposa com mais de 92 anos de idade, filhos, netos, bisnetos, amigos e dizer:

Tenho 49 netos, 76 bisnetos e 18 trinetos. (Trineto Primogênito com 21 anos de idade).

É católico praticante e goza de uma amizade exemplar em todo o município e têm amigos, compadres e parentes por toda parte do Brasil e justamente por este motivo, por ter certeza que esta lista seria muito extensiva, deixa, lamentavelmente, de citar o nome de cada um. 

Sempre foi fiel aos amigos e correligionários políticos no âmbito municipal e estadual e guarda algumas recordações de companheiros políticos, como por exemplo, uma carta escrita a mão, de duas laudas, do Presidente da República Juscelino Kubitschek, no ano de 1962.

Assim, com tamanha sorte, poderíamos escrever linhas e mais linhas sobre sua cativante estória, mas, pretendemos apenas deixar esse legado às gerações (seus filhos, netos, bisnetos, trinetos e os que ainda estão por vir), do quão é importante construir uma família, e ser justo, humilde, forte, lutador... De ser um Grande Homem!

*Proibida cópia total ou parcial sem prévia autorização

Comente esta página!
 
   
 
O Tempo em Malhada de Pedras

Pe. Ladislau Klener
Conheça a história do homem de fé, que viveu em prol dos necessitados.
 

Leobino Guimarães
Conheça a história da vida de um dos maiores nomes políticos do município
 
 
 
 
Fale conosco
Entre em contato conosco, ou anuncie em nosso site
 
 
 
Malhada On-Line - © Todos os Direitos Reservados
Site desenvolvido por: facebook.com/luanpattric
contato@malhadaonline.com
(77) 98831-7570