Página Inicial Dados Fale Conosco Botão Facebook Botão Instagram
Botão Facebook Botão Instagram
Estas empresas são parceiras do Malhada Online
 
 
Estas empresas são parceiras do Malhada Online
 
Página Inicial > Notícias > Na cidade
Eleições 2024: com oposição indecisa, Beto pode ter uma das eleições mais tranquilas da história do município
Confira esta matéria especial com um resumo feito pelo Malhada Online que explica como Malhada de Pedras chegou no cenário político atual.
02/02/2024
Por: Redação / Malhada Online
1661

Compartilhe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no WhatsApp
202402021733site.jpg

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Estas empresas são parceiras do Malhada Online

Faltando menos de nove meses para as eleições municipais, o cenário atual é de total tranquilidade para o atual gestor e pré-candidato à reeleição Carlos Roberto (Beto de Preto Neto).

Eleito em 2020 derrotando nomes fortes do cenário político municipal como a ex-prefeita Terezinha Baleeiro, até então apoiada por figurões da história política do município como o ex-prefeito municipal Valdeci Bezerra (Ceará) e o ex-prefeito Ramon dos Santos, bem como outros nomes que tinham tradição de levar um grande número de eleitores em sua base para onde quer que fossem seus apoios. Hoje, o que se vê é algo que destoa bastante de como funciona (ou funcionava) o jogo político malhadapedrense.

202402021511site.jpg


A política de Malhada de Pedras sempre foi marcada por uma rivalidade pesada entre dois grupos de grande oposição histórica. De um lado, um grupo sempre liderado pelo ex-prefeito Ramon dos Santos, que foi prefeito entre os anos de 1997 e 2004, em uma gestão marcada por quem o amasse e ainda hoje o vê como um dos melhores prefeitos da história da cidade, e outro grupo de eleitores e líderes políticos que o viam como um ditador e um político que deveria ser afastado de uma vez por todas da história política de Malhada de Pedras. Grupo este que até o ano de 2016 fazia fortíssima oposição a Ramon dos Santos e a seu grupo político, e com isso tinha uma boa base de eleitores que sustentava uma equilibrada briga política em Malhada de Pedras.

O pulo do gato

Como dito no final do parágrafo anterior, até o ano de 2016 os dois grupos eram claramente divididos e mantinham a balança política com praticamente o mesmo peso no Município. Porém, tudo muda com a saída do até então secretário de saúde Beto de Preto Neto. Beto já era um nome que crescia internamente como sucessor do então prefeito Ceará, mas ao que parece, alguns de dentro do próprio grupo não o queriam como candidato, causando um racha no grupo e criando uma terceira via com Beto como líder.

Até aquele momento, Malhada de Pedras tinha um inédito trio político. De um lado, a base ainda forte liderada por Ramon dos Santos, do outro, eleitores do então prefeito Ceará, e o novo grupo liderado por Beto, que a época já contava com o apoio de parte dos eleitores de Ceará insatisfeitos com sua gestão, e de alguns vereadores tanto de situação como de oposição.

202402021530site.jpg

Conforme a eleição se aproximava, Beto crescia seu grupo, e ganhava cada vez mais apoio de lideranças políticas. O grupo liderado por Ramon, mantinha seus eleitores fiéis, enquanto o lado liderado por Ceará, se via cada vez mais pressionado a lançar um nome que o sucedesse.

202402021546site.jpg

O nome de Adriano Paca chegou a ser fortemente declarado como candidato sucessor de Ceará, porém (não se sabe claramente o motivo) esse nome não conseguiu ir em frente. Talvez tenha sido avaliado que Adriano ainda não tinha força suficiente para fazer frente a dois nomes de peso como Ramon dos Santos (que lançaria sua esposa como candidata) e Beto, que já era um nome bastante conhecido tanto por ser avaliado como um bom secretário de saúde durante o período que ocupou o cargo, como também um vereador bastante atuante durante seu mandato.

A reviravolta digna de filmes

Em março de 2016, acontece a união mais improvável da história política de Malhada de Pedras.

2024020521552site.jpg

Talvez, numa tentativa arriscada de continuarem no poder, os grupos até então de histórica oposição, liderados por Ramon dos Santos e Ceará, juntamente com nomes como os dos ex-prefeitos Valmir Guimarães e Herminio Chaves Paca (Hermes), se unem e formam um único grupo de oposição a Beto.

Essa união é claro, causou um grande alvoroço no eleitorado malhadapedrense, uma vez que alguns nomes que fizeram parte desta aliança, eram claramente rivais políticos fervorosos, e até então, não se cogitava a concretização dessa junção.

Os efeitos pós aliança

Como de se esperar, nem todos os eleitores de ambos os grupos ficaram satisfeitos com essa união, pois o histórico de rivalidade de anos entre estes grupos, fazia com que parte do eleitorado visse essa união como um desrespeito aos anos de apoio aos ideais que até então cada líder de grupo defendia.

Com o desgosto de alguns eleitores com essa união, Beto ganhava ainda mais apoio e seu nome agora já era oficializado como oposição ao grupo agora liderado por Terezinha Baleeiro e seu candidato a agora vice-prefeito Adriano Paca.

A união funcionou

Apesar de algumas perdas causada pela união, o grupo político de Terezinha Baleeiro venceu as eleições de 2016, e derrotou o então candidato Beto por uma diferença de 995 votos. Ainda assim, Beto demonstrou força política para sua primeira candidatura como prefeito, conseguindo o apoio de 2.638 eleitores, mostrando que estava consolidado seu nome como líder opositor político em Malhada de Pedras e abrindo caminho para sua eleição em 2020.

202402021555site.jpg

Insatisfeitos com a gestão

Os quatro anos de gestão liderada pela ex-prefeita Terezinha Baleeiro, foram um mix de satisfação de alguns de seus eleitores como também de decepção.

Segundo fontes, alguns eleitores fiéis do grupo da ex-prefeita se sentiram excluídos em relação aos eleitores do recém-chegados do grupo de Ceará, o que fez com que ela perdesse o apoio de algumas lideranças e vereadores durante seu mandato.

A aliança perdendo força

Conforme as próximas eleições se aproximavam, ficava cada vez mais claro que aquele forte grupo que se uniu na eleição anterior, perdeu a força ou até mesmo a empolgação de seus líderes, o que fez com que parte do eleitorado deste grupo se visse sem aquela forte liderança, ou sem o apoio de alguns dos líderes políticos que estavam fora do cenário naquele momento.

2020 não foi surpresa

O resultado das eleições de 2018 já mostrou que Beto estava ainda mais forte para a próxima disputa eleitoral do município, uma vez que seus candidatos a deputado estadual e federal venceram com facilidade os candidatos apoiados pela até então prefeita municipal Terezinha Baleeiro. Isso ao que parece, não ligou o alerta na base da prefeita, uma vez que não se viu mudança expressiva no movimento político do município durante aquele período.

202402021810site.jpg

As eleições de 2020 chegaram e Beto demonstrou que seu nome já era o certo para mudar o cenário político polarizado que se instalava em Malhada de Pedras desde o início dos anos 2000. Beto derrotou a então prefeita de Malhada de Pedras Terezinha Baleeiro nas eleições municipais de 2020, tirando a diferença de votos da eleição municipal anterior e ainda tendo uma vantagem 321 votos, o que pode parecer pouco, mas deve-se lembrar que a vitória da ex-prefeita na eleição anterior fora de mais de 950 votos de vantagem. Isso demonstra um claro descontentamento com o grupo que até então estava no poder e não tinha mais uma base eleitoral sólida.

Os quatro anos de uma nova política

Beto ascendeu ao cargo mais alto da política de Malhada de Pedras apoiado por poucos nomes de peso do cenário político municipal a época, isso demonstrou que somente seu nome já era forte o suficiente para derrotar o grupo opositor, que querendo ou não, era composto por praticamente todos os nomes fortes da história política de Malhada de Pedras. É um fato a ser respeitado.

A vitória de Beto em 2020, fez ruir o sentimento de força que os nomes do grupo opositor a ele tinham até então, isso ficou claro conforme os primeiros anos de mandato de Beto foram passando e nada acontecia no grupo de oposição. Inclusive, alguns vereadores que fizeram parte do grupo da ex-prefeita, hoje apoiam o atual gestor.

Nas eleições de 2022 ficou explícito que o grupo opositor estava desfeito, uma vez que quase todos os nomes de “peso” do grupo de oposição, apoiaram candidatos a deputados diferentes. Estava ali a prova que não havia um consenso dentro da base de oposição, ou até mesmo que não havia mais base de oposição ao atual prefeito.

O cenário de oposição incerto e a base ainda forte do prefeito

Com as eleições 2024 batendo à porta, o atual prefeito de Malhada de Pedras tem uma situação política bastante confortável, pois não se viu nestes quatro anos, sinais de muitas perdas de sua base eleitoral. Vale destacar ainda o fator de qualidade da gestão do atual prefeito, que é visto por boa parte da população malhadapedrense como um líder bastante atuante em quase todas as áreas administrativas municipais.

Não bastasse esses pontos, ainda há, a total falta de um nome forte que faça oposição ao atual prefeito, uma vez que até o presente momento, não há definição pública por parte do grupo (ou dos grupos de oposição) um nome, ou nomes que possam assumir essa jornada política.

Nas últimas semanas, surgiram boatos de alguns nomes que poderiam definir o cenário político dos próximos meses em Malhada de Pedras, como por exemplo do vereador (Ticha) um dos poucos nomes da velha política que ainda são da base de oposição, mas ao que parece, o nome pode não ter peso suficiente. Surgiram também os nomes de alguns empresários da cidade, mas ainda segundo fontes do Malhada Online, não houve consenso entre as lideranças.

Fato é que, conforme o tempo passa e a oposição não define que rumo irá tomar, a janela para se erguer um nome que possa ao menos equilibrar um pouco o cenário político de Malhada de Pedras em 2024 fica cada vez menor, e com isso, o atual prefeito tem um cenário cada vez mais confortável para uma reeleição em outubro deste ano.

Considerações finais

Vale salientar, que esta é uma análise superficial do Malhada Online em relação ao atual cenário político malhadapedrense. Todas as informações contidas nesta matéria, são de caráter público e histórico, que não levam em conta alguns fatos importantes das gestões citadas, nem fazem avaliação no sentido de caráter pessoal de nenhum dos envolvidos.

O intuito do Malhada Online neste momento, é deixar nossos internautas a par do momento político que vive nosso município, e com isso, ajudar nossa população a tomar uma decisão mais consciente para as eleições deste ano.

Nos próximos meses iremos analisar, o andamento do cenário da política em Malhada de Pedras e deixaremos você informado sobre tudo o que acontece em nossa cidade.

Nos siga em todas as redes sociais para não perder nenhuma nova informação.

Não deixe também de comentar sobre o que achou da nossa matéria na publicação do feed do Instagram!
Esta empresa é parceira do Malhada Online
 
 
 

Conteúdo Patrocinado

O Tempo na Cidade

Dados Municipais
 

Conteúdo Patrocinado