Crise no abastecimento do gás de cozinha preocupa revendedores « Malhada Online
Estas empresas são parceiras do Malhada Online
 
 
Estas empresas são parceiras do Malhada Online
 
Home > Notícias > Bahia
Crise no abastecimento do gás de cozinha preocupa revendedores
O desabastecimento do gás de cozinha no estado começou no dia 10 de novembro
17/11/2022
Fonte:
Brumado Verdade
172

Compartilhe!

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter
202211171306.jpgFoto: Pedro Ventura / Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Estas empresas são parceiras do Malhada Online

Uma crise no abastecimento de gás de cozinha na Bahia tem gerado grandes prejuízos aos revendedores e a quem consome o produto. Quase metade das empresas que vendem gás fecharam as portas temporariamente e uma parcela da população baiana está impedida de reabastecer o seu estoque.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha (SINREVGÁS), Robério Souza, falou sobre os impactos da escassez do produto, classificando como “incalculáveis”.

“Para o revendedor, os impactos estão sendo enormes e devastadores, pois muitas revendas estão sendo fechadas por falta do gás, amargando prejuízos incalculáveis”, disse.

Ele ainda destacou como está o consumidor, neste período, que já dura, aproximadamente, uma semana. “O consumidor está tendo muita dificuldade para encontrar o produto na sua revenda e marca de preferência”, completou.

O desabastecimento do gás de cozinha no estado começou no dia 10 de novembro, quando as revendedoras registraram a escassez em diversos municípios baianos.

Em nota, a Acelen, empresa responsável pelo fornecimento de gás de cozinha na Bahia, informou que o produto está sendo importado e a situação deve se normalizar nos próximos dias.

“A empresa vem tomando todas as medidas para normalizar o suprimento ao mercado da Bahia e de Sergipe. Foram e seguem sendo ampliadas as importações do produto, com a contratação de navios de GLP, medida que será reforçada até que a produção na refinaria tenha sua capacidade total inteiramente regularizada”, diz a nota, encaminhada na última sexta-feira (11).

Caso a situação não se normalize, a estimativa é de que 60% das revendedoras de gás de cozinha anunciem falência. “Espero em Deus que não se configure essa situação”, afirmou o dirigente do SinRevGás. Souza tem esperança que a situação da distribuição retorne nos próximos 10 dias, mesmo que lentamente.
Esta empresa é parceira do Malhada Online
Estas empresas são parceiras do Malhada Online
 
 
 

Conteúdo Patrocinado

O TEMPO NA CIDADE
 
 
PERSONALIDADES MUNICIPAIS
 
Pe. Ladislau Klener
Conheça a história do homem de fé, que viveu em prol dos necessitados.
 
Leobino Guimarães
Conheça a história da vida de um dos maiores nomes políticos do município.
 

Conteúdo Patrocinado

 
 
Malhada On-Line - © Todos os Direitos Reservados
contato@malhadaonline.com
(77) 98831-7570