Malhada de Pedras  
Com presença da PM, Paróquia de Malhada de Pedras discute tema da Campanha da Fraternidade
21/02/18
Compartilhe! Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Compartilhar no Pinterest  
201802211032.jpg
Refletir sobre as diversas formas de violência no Brasil é a proposta da Campanha da Fraternidade (CF) deste ano. Em Malhada de Pedras, Paróquia Senhor Bom Jesus, a comunidade se reuniu, na noite desta terça-feira (20), para conhecer os objetivos da CF 2018. O encontro contou com a presença da Polícia Militar. A Campanha, que tem como tema “Fraternidade e superação da violência”, acontece a cada ano durante a Quaresma, período em que a Igreja pede aos católicos que repensem atitudes de vida e os convida à conversão pessoal, comunitária e social.

A coordenadora do Conselho Paroquial Comunitário (CPC), Maria de Lourdes Guimarães, apresentou os objetivos da Campanha elaborada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e que teve início na quarta-feira de Cinzas.

O administrador paroquial, padre Edson Rocha, destacou a importância de se falar da violência no contexto atual. “Este ano, diante de tantas violências que vivemos, a Igreja nos pede que pensemos se é possível acabar com tudo isso [as formas de violência] ou, pelos menos, amenizar a situação que hoje enfrentamos”, disse.

Convidado pela paróquia, o policial militar Vanderlei Dias falou sobre os casos de violência no município e respondeu a perguntas da comunidade. Segundo o PM, a temática abordada pela Igreja acontece em um momento oportuno. “Infelizmente, a questão da violência em nosso país é muito grave”, afirmou o policial, que utilizou como exemplo a intervenção militar no Rio de Janeiro.

Sobre a violência em Malhada de Pedras, Dias disse que o maior número de denúncias que chega à delegacia envolve brigas entre casais. O PM também destacou o crescimento do uso de drogas na cidade. “Esse é, talvez, o maior problema que temos hoje”, assegurou. O policial pediu a colaboração da comunidade, que pode ajudar com informações que leve a Polícia aos traficantes. “O que nós precisamos mais hoje é de informações. Sem informações nós não vamos conseguir chegar aos traficantes. Usuários, infelizmente, temos muitos aqui na cidade, mas a Polícia Militar, com relação a esses usuários, não pode fazer muita coisa”, completou. O número para denúncia é (77) 98827-6066. O autor da denúncia não será identificado.

Até a Semana Santa, quando termina a Quaresma, os grupos, pastorais e movimentos da paróquia vão trabalhar o tema da Campanha nas famílias, todas as segundas-feiras. Nas sextas-feiras, a Via-Sacra pelas ruas da cidade também vai refletir sobre as diversas formas de violência.

Via Nova Esperança no Ar
598 Visualizações
 Comentários
Comente esta notícia:
 
Siga-nos no Facebook
 
Previsão do Tempo  
Personalidades Municipais
Pe. Ladislau Klener
Conheça a história do homem de fé, que viveu em prol dos necessitados.
 
Leobino Guimarães
Conheça a história da vida de um dos maiores nomes políticos do município.
 
 
 
 
 
Malhada On-Line - © Todos os Direitos Reservados
contato@malhadaonline.com
(77) 98831-7570